O que é bootstrapping?

O que é bootstrapping?

"Ter muito dinheiro nem sempre é uma coisa boa. As coisas mais estúpidas que já fiz na minha empresa aconteceram quando...


"Ter muito dinheiro nem sempre é uma coisa boa. As coisas mais estúpidas que já fiz na minha empresa aconteceram quando eu tinha muito dinheiro ". (Meu Pai)

Lembro do meu pai compartilhando isso comigo no início do meu negócio. Eu não sabia muito bem o que estava fazendo como empreendedor de primeira de viagem. Faltava clareza sobre o modelo de negócio e frequentemente tentava descobrir exatamente o que estávamos fazendo. Veja aqui tudo o que eu fiz antes de consolidar realmente o que era minha empresa:

  • Aulas de inglês
  • Serviços de tradução
  • Site de tradução / localização
  • Websites personalizados
  • Sites de imobiliárias e serviços de marketing
  • Marketplaces de imóveis em vários países

Nos primeiros cinco focos de diferentes negócios, nunca peguei nenhum capital externo - exceto alguns mil dólares do meu pai. Esse capital durou vários anos.

A melhor lição que você aprende quando não tem dinheiro é ser altamente criativo. Quando me mudei para o meu primeiro escritório em 2005, em Bogotá, na Colômbia, o meu co-fundador Thomas e eu não tínhamos nenhum móvel. Tínhamos apenas dois PCs desajeitados que vieram em caixas de papelão gigantescas. Ao entrar no escritório, pela primeira vez, eu vi um pedaço de vidro que estava caído no chão. Peguei-o e apoiei sobre as caixas de papelão, criando uma mesa improvisada. Essa foi a minha mesa durante o primeiro mês, até nos estabelecermos e finalmente conseguir algumas mesas usadas em uma loja de segunda mão. Os anos seguintes foram cheios de erros; bootstrapping foi o que nos ajudou a sobreviver.

Depois de anos experimentando diferentes modelos de negócio, finalmente voltamos nossos olhos para a construção de marketplaces imobiliários na América Latina. Diego Simon se juntou ao time como nosso co-fundador brasileiro e começou a visitar clientes em São Paulo. Durante os primeiros 15 meses de operação, ele trabalhou em uma dependência de empregada de 2X2 metros quadrados em seu apartamento. Quando visitava os clientes, Diego se apresentava como o Gerente Nacional de uma empresa multinacional no ramo da Internet apoiada por investidores norte-americanos (eu, meu pai e um dos meus melhores amigos). Mal sabiam eles que ele estava tocando esse negócio dentro de um dos menores escritórios do planeta. Eu também dormi por meses em um sofá-cama com minha esposa em seu apartamento de 1 quarto nesta época.

No final de 2009, Diego fechou os primeiros contratos com dois clientes, que nos pagaram alguns mil dólares antecipados para o ano. Nós dois sabíamos que estávamos no caminho certo. A empresa continuou a crescer e em 2011 convidei Simon Baker para ser consultor do nosso escritório. Simon tinha construído o REA Group, hoje uma empresa multibilionária. Precisávamos de direcionamento e queríamos aproveitar seus 10 anos de experiência no mesmo modelo de negócio na Austrália e em outros mercados ao redor do mundo. Pedi a ele que nos fizesse consultoria e ele cobrou por uma sessão de dois dias o que nos custaria em torno de US$ 6.000. Isso era muito dinheiro para nós no momento!

5 dias antes dele chegar, comecei a entrar em pânico, porque realmente não sabia como iríamos pagá-lo. Decidi que faríamos um evento chamado "Tendências de Marketing na Internet para Mercado Imobiliário". Enviamos uma mensagem à cada empresa imobiliária em nosso banco de dados promovendo Simon como o maior especialista do mundo sobre o assunto. Corremos para organizar o evento e, de alguma forma, conseguimos fechar alguns patrocinadores para ajudar a pagar as despesas. No dia do evento, apareceram 100 participantes pagantes. Nós cobrimos o custo do evento e pagamos Simon por seus honorários de consultoria. Nos meses seguintes ao evento, tivemos também número recorde de contratos assinados.

Nos pressionamos e buscamos por cada forma possível de manter nossos cursos baixos de forma criativa. Isso criou o DNA certo na empresa. Pegamos algum dinheiro da família e dos amigos para ajudar a manter o negócio e nossa entrada no Brasil, mas em geral, ficamos muito apertados com o nosso dinheiro por muitos anos antes disso.

Quando mudei em tempo integral para o Brasil em 2011, as startups pareciam estar vivenciando um boom por aqui. Muitas empresas levantaram grandes rodadas de investimento sem ter passado pelo processo doloroso de lutar para sobreviver. Vi fundadores de startups negociando carros para a empresa e altos salários e lembro de sentir um pouco de inveja, uma vez que nós tivemos dificuldades para levantar capital no início. Sabia que o VivaReal tinha um enorme potencial e que para capitalizar uma oportunidade precisávamos ter caixa. Quando finalmente fomos capazes de atrair investidores que poderiam ajudar a levar o negócio para o próximo nível, o DNA da empresa era tão heterogêneo que ser econômico era um hábito.

Bootstrapping é o ato de ser extremamente engenhoso para suportar os momentos iniciais do negócio, enquanto você sobrevive com a renda que você gera. Ele te ensina uma lição valiosa e te torna esperto. Nosso maior desafio como uma empresa em crescimento, com um monte de $ no balanço é investir sabiamente.

No related post

COMMENTS

  1. Lucas

    agosto 21

    Brian, virei seu fã!
    Li sua matéria no linkedin sobre o compartilhamento do VivaReal!
    Muito boa sua iniciativa e achei muito legal esta page!
    Parabéns!

    • admin

      agosto 22

      Oi Lucas, obrigado pelo feedback.

LEAVE A REPLY

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *